Todos os posts de business

Bom Pra Crédito e Western Union fecham parceria para ampliar acesso ao crédito para remessas internacionais

Parceria amplia acesso a empréstimos e financiamento para brasileiros e imigrantes também suprirem necessidades diárias e ampliarem acesso a produtos e serviços

O Bom pra Crédito (BPC), plataforma digital de serviços financeiros, foi escolhida pela Western Union, líder mundial em serviços de pagamentos e transferências de dinheiro, como parceiro estratégico para ampliar o acesso ao crédito para os clientes da empresa no Brasil. Desde o final do primeiro trimestre, é possível obter financiamento por meio do BPC em quatro lojas da Western Union em São Paulo: Brás, Interlagos, Santo Amaro e Osasco.

Com a parceria, os clientes terão a conveniência de fazer a cotação de linhas de crédito através do site da parceria, recebendo uma resposta de diferentes financeiras e de acordo as suas necessidades. O produto está disponível para todos os clientes. A plataforma do BPC permitirá que eles acessem linhas de crédito com juros a partir 1,50% oferecidas por 43 instituições financeiras parceiras.
“Estamos entusiasmados em unir forças com a Western Union para proporcionar soluções financeiras inovadoras, especialmente para aqueles clientes que, muitas vezes, encontram dificuldades em obter crédito por canais tradicionais. Acreditamos que a fusão da nossa expertise digital com a capilaridade da Western Union abrirá novos horizontes para o acesso ao financiamento no Brasil”, afirma Leticia Cruz, Coordenadora Comercial e de Parcerias do Bom pra Crédito.

“Essa parceria estratégica com o Bom pra Crédito marca um passo significativo em nossa missão de oferecer soluções financeiras abrangentes e inovadoras aos nossos clientes. A união de nossa capilaridade física com a expertise digital do BPC nos permite criar uma oferta única no mercado, proporcionando conveniência e acesso ao crédito para uma variedade de necessidades”, afirma Ricardo Amaral, presidente da Western Union no Brasil. “Estamos comprometidos em expandir essa experiência para o ambiente digital, criando um verdadeiro ecossistema, integrando nossos canais com os serviços do Bom pra Crédito, tornando o processo de solicitações de empréstimos mais simples e acessível aos nossos clientes. Esta parceria reflete nosso compromisso contínuo com o avanço tecnológico”, ressalta.

Balanço e expansão

A expectativa das empresas é que a solução financeira esteja disponível nas 92 lojas próprias da Western Union no Brasil até o fim de junho. Atualmente, a instituição atende mensalmente em torno de 130 mil clientes em operações de remessas internacionais e câmbio de moeda realizadas em sua plataforma digital e lojas físicas.
Outra projeção dos parceiros a ser implementada nos próximos meses é aprimorar o catálogo de idiomas à disposição na plataforma usada para viabilizar os serviços oferecidos pelo novo negócio. O diretor de digital banking da Western Union no Brasil, Glauber Semino explica que o ajuste reflete os primeiros meses de observação do projeto. “Muitos dos nossos clientes no Brasil são estrangeiros que falam idiomas diferentes. Na região do Brás, temos muitos consumidores bolivianos que solicitam atendimento em espanhol. Já em Interlagos, predominam haitianos que se sentem mais seguros com um suporte na língua crioula”, exemplifica Semino que ainda revela: “Esse tempo de aplicação da parceria já nos proporcionou uma série de complementos e opções para aprimorarem a prestação de serviços”.
Já o membro do conselho consultivo do Bom Pra Crédito, Leonardo Grapeia, projeta que “somente as quatros lojas que inicialmente oferecem os serviços na plataforma devem movimentar mais de R$ 1 milhão em crédito ao mês. Com todas as 92 lojas, esse valor tende a subir para R$ 10 milhões em média por mês”.
No primeiro mês de operação, BPC e Western Union receberam 400 pedidos de crédito, com valores de em torno de R$320 mil. Deste total, pouco mais de R$180 mil foram aprovados. Grapeia avalia que a iniciativa teve adesão por resolver uma dor sentida pelos clientes e essa demanda motiva o início de uma segunda fase do programa que consiste “em integrar o marketplace no APP da Western Union, transformando a jornada em Figital”, explica.