Todos os posts de admin

Diversidade e inclusão são as chaves para potencializar resultados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A variedade de visões de mundo é a base da cultura corporativa de sucesso no ambiente digital

Maria Teresa Wassermann, Sócia-diretora de Multimídia

“Quando ouvimos e celebramos o que é comum e diferente, nos tornamos uma organização mais sábia, inclusiva e melhor.”
Pat Wadors, Head of HR at LinkedIn

 Diversidade e inclusão são as buzzwords do momento, em especial em artigos que falam sobre cultura digital. Estão nos discursos, nos PowerPoints, nas lives, nos novos relatórios das companhias. Mas quanto valor se dá a elas realmente? Quanto elas estão presentes nas empresas para além da ideia bonita para escrever na parede de lousa da sala de reuniões? Quanto de transformação trazemos para nosso entorno a partir delas? Vamos fazer uma avaliação realista.

Muitas são as companhias que, hoje, somam indicadores de diversidade e inclusão em suas metas anuais. Poucas, porém, são as que fazem com que esses valores se respirem no ambiente. As primeiras podem contabilizar objetivos alcançados ano a ano com louvor, ter equipes mais diversas, políticas internas adequadas e uma nova cartilha de regras de conduta cuidadosamente estruturada sobre os temas na intranet.

Mas são aquelas poucas que colherão os melhores resultados no mercado, junto aos consumidores. Isso porque quanto mais diversidade, maior a soma de visões de mundo diferentes, mais ideias distintas para serem testadas, maior o potencial de criatividade, maior a capacidade de inovação.

Ademais, empresas inclusivas têm colaboradores mais engajados, motivados e felizes o que, sem dúvida, reflete no que eles entregam. A relação é direta: quanto mais qualidade na experiência dos colaboradores, mais qualidade da experiência que será ofertada aos clientes. E, tenho certeza, não há necessidade de comentar o quanto esse é um fator fundamental para o sucesso de qualquer empresa no ambiente digital.

Então, não basta ter bons números nos “indicadores de diversidade e inclusão”, é preciso também construir um ecossistema que fomente esses valores, junto com a empatia, a aceitação e a equidade.

Vamos falar de resultados?
Para tangibilizar o valor da diversidade e da inclusão, vamos aos números. Falando especificamente em questões de gênero, a recente pesquisa Diversity Wins: How Inclusion Matters aponta que empresas que têm mais equalidade entre homens e mulheres têm resultados econômicos, em média, 48% superiores em relação às que têm menos de 10% de mulheres em seus quadros. Quanto a características étnicas e culturais, as companhias mais diversas têm lucratividade 36% maior.

Além disso, uma pesquisa da Harvard Business Review afirma que empresas que investem realmente em criar uma cultura de diversidade têm 50% menos conflitos e 17% maior engajamento de colaboradores.

E, de acordo com outro estudo, realizado pelo Great Place to Work, um local de trabalho diversificado e inclusivo e com colaboradores satisfeitos nesses quesitos apresentam:

  • Maior crescimento de receita
  • Maior prontidão para inovar
  • Maior capacidade de recrutar talentos diversos
  • 5,4 vezes mais retenção de colaboradores
  • 6,3 vezes mais probabilidade de gerar orgulho de pertencer entre os colaboradores

Agora que os números estão na mesa, que tal trabalhar na construção de uma cultura diversa e realmente inclusiva? Aqui na Planin, temos a diversidade e a equidade como valores fundamentais e usamos a comunicação como ferramenta para ampliar e fortalecer esses princípios nas companhias.  No meu próximo artigo, falarei sobre como fazer isso por meio da adoção de novas práticas e de (muita) comunicação interna de qualidade.

Quer saber mais sobre estes e outros assuntos relativos à comunicação e  como melhorar os resultados de sua companhias por meio dela? Entre em contato com a Planin Comunicação pelo e-mail [email protected] e consulte nossos especialistas.

Copyright Planin Comunicação