Arquivos mensais: novembro 2021

Alunos do Colégio Porto Seguro apresentam projetos inovadores desenvolvidos nos itinerários formativos

Os alunos do ensino médio do Colégio Visconde de Porto Seguro desenvolveram ao longo do ano de 2021 diversos projetos e iniciativas que foram trabalhados nos Itinerários Formativos, de acordo com a Nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os projetos dos estudantes foram apresentados durante evento no Colégio Porto Seguro. Desde o início de 2019, o Porto Seguro já possui os Itinerários Formativos. Ao longo do ano letivo, os alunos podem escolher entre Escola de Negócios, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, além de Ciências Humanas e suas Tecnologias, itinerários com diferentes aulas optativas, nas quais os estudantes se aprofundam em temas de interesse próprio.

Como parte dos itinerários, os alunos elaboram um projeto temático que os leva para estudos e pesquisas considerando perspectivas globais e empregando recursos tecnológicos. Para o diretor de Ensino Médio do Colégio Porto Seguro, Carlson Toledo, o fato de os alunos poderem escolher o viés a ser trabalhado amplia ainda mais sua autonomia. Todas as propostas contemplam os eixos estruturantes que norteiam os itinerários: investigação cientifica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural e empreendedorismo”, diz o Diretor.

O Colégio Porto Seguro oferece aos estudantes um design curricular moderno que envolve não apenas o entrelaçamento interdisciplinar de áreas diferentes com seus objetivos de aprendizagens, mas também de vínculos afetivos, metodologias híbridas, uso de espaços de aprendizagem diversificados e recursos tecnológicos e avaliações diferenciadas. “Foi nítida a importância de dar a liberdade de o aluno fazer uma atividade na área e assunto que ele escolheu e tem maior aptidão. E essa é uma das principais características do novo ensino médio. A possibilidade de escolha traz um protagonismo e engajamento muito maior nas atividades abertas, que não decorrentes das escolhas individuais. Os novos currículos foram criados pensando nisso: como será a trajetória profissional dos nossos alunos”, diz Carlson Toledo.

Projetos

Como parte do Itinerário Formativo de Ciências da Natureza, os estudantes tiveram uma sequência de aulas para assimilar os fundamentos do método científico: análise bibliográfica para as pesquisas, elaboração de prototipagem e testes. Exemplos foram o desenvolvimento de um projeto científico de construção de um oxímetro – que serviria em substituição ao aparelho vendido em farmácias.

Os alunos também criaram uma bengala inteligente com sensor. O projeto tem como objetivo aumentar a acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida e prevenir acidentes. O sistema eletrônico para deficientes visuais e auditivos contou com estudo teórico sobre o tema e também a elaboração do aparelho desenvolvido na prática pelos alunos. Outra turma desenvolveu um sistema de geração de energia eólica para fins educacionais com reuso de componentes (garrafas PET, motor de moedor de café, fios elétricos comuns, haste cilíndrica de plástico e peças de Lego). A iniciativa teve como base a crise elétrica no Brasil.

Os Itinerários Formativos começaram a ser oferecidos de 2019 para as 1ª e 2as séries do Ensino Médio e são obrigatórios para completar o currículo dos estudantes. Algumas matérias e atividades que antes eram exclusivamente extracurriculares tornaram-se parte do currículo.