cisa

Profissional brasileira participa de mais uma etapa de programa de aprimoramento do ensino sobre os efeitos do álcool na saúde

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A médica psiquiatra Dra. Camila Magalhães Silveira participará de mais uma etapa presencial do Alcohol Medical Scholar Program (AMSP), realizado entre os dias 9 e 12 de março, em San Francisco, na Califórnia (EUA). A Dra. Camila é psiquiatra da Unidade de Dependência Química,  pesquisadora do Núcleo de Epidemiologia Psiquiátrica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e coordenadora do CISA, Centro de Informações sobre Saúde e Álcool.

Em 10 anos de atividades do AMSP, é a primeira vez que um profissional do Brasil foi selecionado para compor o hall de experts do programa. “Foi uma honra ter sido uma das quatro pessoas selecionadas para fazer parte do AMSP 2010-2012. Com certeza, compartilhar experiências com profissionais renomados na área está sendo um grande aprendizado e oportunidade para repassar as informações e dados com a mesma qualidade aos estudantes de Medicina e de Pós-graduação da FMUSP”, afirma a psiquiatra.

Na primeira etapa, em encontro realizado em Nova York (EUA), em outubro de 2010, houve debates sobre técnicas modernas de ensino e elaboração de projetos de pesquisa na área da saúde. Desde então, teleconferências, relatórios e apresentações foram conduzidos a distância. Nesta segunda etapa, a  Dra. Camila apresentará aulas de acordo com as diretrizes do AMSP, durante os três dias intensos de curso.

O AMSP é coordenado pelo Prof. Dr. Marc Schuckit, uma das principais referências na área de pesquisa sobre álcool no mundo, e tem como missão promover o aprimoramento do ensino sobre o álcool, assim como a melhora na identificação e atendimento de indivíduos com transtornos relacionados ao uso de álcool e outras drogas. Para isso, são selecionados apenas profissionais de faculdades de medicina que tenham potencial para contribuir no ensino de sua instituição, possuam experiência em pesquisa, e demonstrem interesse em melhorar suas habilidades, assim como a qualidade do ensino médico sobre o álcool e outras drogas.