IBGC incentiva a Sustentabilidade como pauta de reuniões de Conselhos de Administração

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O tema sustentabilidade foi muito discutido por empresas preocupadas com sua atuação diante da sociedade e em relação ao meio ambiente. Atualmente, esse debate é ampliado por companhias que associam o conceito à criação de valor para suas marcas.

O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) incentiva seus conselheiros certificados e empresas parceiras, por meio das boas práticas de Governança Corporativa, a colocarem o assunto na pauta das reuniões de Conselhos de Administração. “Observamos que está ocorrendo um movimento para que as empresas discutam a sustentabilidade no Brasil, especialmente quando notam que o sucesso econômico está aliado aos resultados não-financeiros”, afirma Sandra Guerra, presidente do Conselho de Administração do IBGC.

Recentemente, por meio do lançamento do caderno “Sustentabilidade nos Conselhos de Administração – Práticas de algumas empresas listadas brasileiras”, o IBGC evidenciou como o assunto entra na pauta das reuniões de conselhos de administração, e como pensam os agentes de Governança sobre novos caminhos e o processo de alinhamento da estratégia e da gestão das empresas com a sustentabilidade.

Em paralelo, o International Integrated Reporting Council (IIRC), organização que promove a integração entre as informações financeiras e não-financeiras em relatórios corporativos, lançou, com apoio do IBGC, uma proposta global de estrutura de relato integrado para empresas.

A proposta prevê que as companhias incluam em seus relatos, além do capital financeiro, informações sobre os capitais intelectual, manufaturado, humano, natural e social, além de relacionamento. “O objetivo do relato integrado é atender uma demanda cada vez maior por transparência e oferecer fácil acesso para que os investidores possam utilizar todos os dados em suas decisões, inclusive as informações relativas à sustentabilidade”, diz Sandra. A minuta da estrutura conceitual (framework) do Relato Integrado foi disponibilizada para audiência pública, que será discutido este ano pelo Conselho do IIRC, quando será elaborada uma nova proposta.

Em julho, o IIRC anunciou ainda dois novos apoios: do Carbon Disclosure Project (CDP) e do Climate Disclosure Standards Board (CDSB).