gartner

Gartner prevê que gastos mundiais com soluções de RPA atingirão US$ 680 milhões em 2018

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Pesquisa do Gartner projeta que este mercado deverá movimentar até US$ 2,4 bilhões em 2022

 

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, anuncia que os gastos mundiais com soluções de RPA (Robotic Process Automation) chegarão a US$ 680 milhões em 2018, o que representa um aumento de 57% sobre o ano anterior. Pesquisa do Gartner aponta também que, mantendo o ritmo, esse mercado movimentará um total de US$ 2,4 bilhões em 2022.

“As organizações têm adotado a tecnologia de RPA como uma solução rápida e fácil para automatizar atividades manuais”, diz Cathy Tornbohm, Vice-Presidente do Gartner. “Alguns funcionários continuarão a executar tarefas comuns que exigem que atividades rotineiras como cortar, colar e alterar informações manualmente. Porém, quando as ferramentas de automação executam essas atividades, a margem de erro diminui e a qualidade do trabalho aumenta”.

Atualmente, bancos, seguradoras, empresas de serviços públicos e companhias de telecomunicações são os maiores usuários de sistemas de RPA. “Geralmente, essas organizações lutam para unir os diferentes elementos de sistemas como os de contabilidade e RH, tendo que recorrer às soluções de RPA para automatizar tarefas ou processos manuais e automatizar as funcionalidades de sistemas legados”, afirma Cathy.

As soluções de RPA imitam a jornada “manual” que um trabalhador humano teria de seguir para executar uma determinada tarefa, usando uma combinação de tecnologias geradas a partir da interação com interfaces de usuários. O mercado já oferece atualmente uma ampla gama de soluções com ferramentas que operam em desktops ou servidores corporativos.

O Gartner estima que 60% das organizações com receitas superiores a US$ 1 bilhão terão implementado ferramentas de RPA até o final deste ano. Até 2022, 85% das grandes organizações terão adotado alguma forma de automação por meio desse tipo de tecnologia. “O crescimento no uso desse tipo de tecnologia será impulsionado pela queda média dos preços das soluções, que deverá cair de 10% a 15% até 2019. Além disso, organizações esperam obter melhores resultados, como redução de custos, maior precisão e melhor conformidade”, diz.

No entanto, as ferramentas de RPA não são a única opção. Há casos nos quais soluções de automação alternativas obtêm melhores resultados. Os recursos de RPA têm melhor desempenho quando a organização precisa de dados estruturados para automatizar tarefas ou processos existentes, adicionar funcionalidade automatizada a sistemas legados e vincular sistemas externos que não podem ser conectados por meio de outras opções de TI.

 

RPA está se tornando parte do mainstream

Com as organizações buscando maneiras de cortar custos, vincular aplicativos herdados e alcançar um alto retorno sobre investimento, as ferramentas de RPA ganham cada vez mais espaço no topo da lista de prioridades do “Gartner Hype Cycle for Artificial Intelligence, 2018”. No entanto, o potencial para alcançar um retorno dos investimentos (ROI) realmente representativo depende totalmente da adequação das aplicações de RPA às necessidades da organização. “Em curto prazo, esperamos ver a expansão do conjunto de provedores de RPA, assim como um interesse cada vez maior de desenvolvedores de software, incluindo fornecedores de programas de testes e de gerenciamento de processos empresariais, que buscam obter receita com a oferta de soluções de automação”, afirma Cathy.

Além disso, outro movimento de mercado que está surgindo é a integração de funcionalidades de inteligência artificial nas soluções oferecidas por esse setor. Isso está acontecendo porque os fornecedores de RPA adicionam ou integram aprendizado de máquina e tecnologia de inteligência artificial para fornecer mais tipos de automação.

 

Avalie as opções de uso de Automação Robótica de Processos, antes de implantar qualquer projeto

Para tornar um projeto de RPA um sucesso, os líderes devem primeiro avaliar os possíveis casos de uso da tecnologia em suas organizações, sendo indicado que eles concentrem seus esforços nas atividades geradoras de receita. “Não foque as soluções de automação apenas para reduzir os custos de mão de obra”, diz. “Defina expectativas claras sobre o que as ferramentas podem fazer e como a companhia pode usá-las para suportar a Transformação Digital como parte de uma estratégia de automação mais ampla”.

O próximo passo é identificar ganhos rápidos a ser obtidos por meio de ferramentas de RPA. Essas oportunidades podem ser tarefas que exigem que as pessoas movam informações apenas entre sistemas ou que envolvam dados estruturados e digitalizados processados ​​por regras pré-definidas. Embora esses sejam os casos de uso em que a tecnologia de RPA oferece retorno para os investimentos, é importante considerar sistemas e serviços alternativos existentes, que já fornecem uma proporção significativa das funcionalidades necessárias a um preço adequado. Essas alternativas podem ser usadas em paralelo às ações de RPA, ou como uma solução híbrida. Ao escolher um fornecedor, peça também opções novas, baseadas em inteligência artificial.