embratel

Embratel apresenta novidades na SET Expo 2019

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Embratel participará de debates sobre tendências e inovações no setor

 

A Embratel apresentará novidades do seu portfólio e discutirá tendências do setor de satélites durante a SET Expo 2019, evento a ser realizado entre os dias 26 e 29 de agosto, em São Paulo. Além das inovações para o segmento, mostradas no estande da Embratel (Estante 56 – entre as ruas 3 e D), executivos da empresa também participarão de diversos painéis durante o evento.

“A Embratel é a maior operadora regional de satélites da América Latina e oferece a mais moderna tecnologia a seus clientes”, afirma Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel.

Nos painéis, Antônio Paolino Ianelli, Gerente de Engenharia da Embratel, irá debater o futuro da TV, das OTTs e do streaming via satélite na era da Nuvem, da Inteligência Artificial e do 5G. Já Paulo Bertram, Consultor de Engenharia de Satélite da Embratel, comentará sobre a possível convivência do 5G, que deverá utilizar a Banda de 3.5 GHz, com as mais de 20 milhões de parabólicas que apontam para o satélite Star One C2, e ainda comentará sobre o futuro da distribuição de sinais via satélite para a TV aberta. Carlos Camardella, Consultor de Engenharia de Telecom da Claro, irá participar do painel 5G Tutorial: Tecnologias, Oportunidades e Desafios.

Entre as inovações, a Embratel apresentará suas soluções em Banda Ka para o mercado empresarial. Uma delas, o novo IPSAT, é um serviço de Banda Larga agora também disponibilizado em Banda Ka a partir do satélite Star One D1, o maior já lançado pela Embratel. A oferta possibilita que empresas de diversos tamanhos e segmentos instaladas em localidades com pouca ou nenhuma infraestrutura de telecomunicações tenham acesso à Internet Banda Larga de qualidade, com velocidades e preços atrativos. Entre as ofertas estão opções com velocidades de 20 Mbps para download e 4 Mbps para upload; ou 25 Mbps para download e com 4 Mbps para upload. As empresas podem optar também pela solução em Banda Ku, para áreas eventualmente não cobertas pela Banda Ka. Como parte do produto, é possível contratar um IP Fixo, permitindo configurações de acesso reverso à rede do cliente.

Outra novidade será o Infosat Prime, solução de rede corporativa de dados disponibilizada em Banda Ka pelo satélite Star One D1. Possibilita que empresas instaladas em áreas mais remotas, como redes de postos de gasolina, comércio e hotéis, conectem seus escritórios centrais com filiais via sinais de satélite, transmitindo informações em tempo real. A solução em Banda Ka do Infosat Prime é comercializada com duas velocidades: 4 Mbps (download) com 1 Mbps (upload); ou 8 Mbps (download) com 2 Mbps (upload). Outras soluções de rede de dados em Bandas Ku e C fazem parte do portfólio da Embratel e serão demonstradas no evento.

A Embratel apresentará na SET Expo 2019 o satélite Star One D2, que entrará em operação comercial em 2020. O Star One D2 é o elemento principal para o projeto de digitalização de parabólicas da Embratel, que irá trazer inovações tecnológicas ao mercado, além de permitir um maior número de sinais de vídeo no satélite, melhorando a qualidade da recepção em mais de 20 milhões de antenas parabólicas no País.

O satélite Star One D2 será o maior já fabricado pela Embratel. Terá Banda Ka para atender às demandas de backhaul de telefonia celular e será equipado com as bandas C e Ku, complementando as ofertas de capacidade para demandas de dados, vídeo e Internet de clientes corporativos, além de ampliar as redes de backhaul celular existentes em Banda Ku. O Star One D2 terá uma potência estimada de 19,3 KW, e massa de lançamento estimada de 7 toneladas. Terá 28 transponders (receptores e transmissores de sinais) em Banda C, 24 transponders em Banda Ku e 20 Gbps de capacidade em Banda Ka.

O satélite complementará a cobertura de Banda Ka do Star One D1, que se encontra na posição de 84ºW, ampliando as ofertas de Internet e Banda Larga para empresas, em praticamente todo o território nacional. Também viabilizará o aumento de serviços de dados corporativos para órgãos do Governo e empresas dos mais diversos setores.

O Star One D2 garantirá a continuidade dos serviços em Banda C e Ku do Star One C2. Com a Banda Ku, o satélite irá permitir o fornecimento de capacidade para dados, vídeos e Internet para órgãos do Governo e grandes empresas nas Américas do Sul e Central, incluindo o México. Possibilitará a transmissão de sinais para as ofertas de TV por Assinatura. Já a Banda C garantirá a manutenção e crescimento das ofertas de sinais de TV Aberta.

A Embratel é a maior operadora regional de satélites do Brasil e da América Latina, com a maior frota (Star One D1, C1, C2, C3 e C4) e o mais completo centro de controle de satélites do Brasil. O Centro de Guaratiba, localizado no Rio de Janeiro, tem um dos maiores parques de antenas da região latino-americana e tecnologias para uso por empresas dos mais diversos setores e por órgãos do governo. O processo de controle de satélites da empresa recebeu o certificado ISO 9001:2000, certificação que posiciona a companhia como uma das mais confiáveis do planeta devido à qualidade de seus sistemas e sua equipe altamente capacitada.

O Centro de Guaratiba continua em constante evolução e acaba de receber uma nova rota de fibra ótica para backup de sua operação. “Esta rota é a maior já construída para atendimento ao centro e reafirma o compromisso da Embratel em proporcionar cada vez mais qualidade aos seus clientes”, diz o Diretor Executivo da Embratel.

Agenda de Painéis no Congresso:

 

Segunda-feira, 26/08 às 15h40 – Painel: “5G Tutorial: Tecnologias, Oportunidades e Desafios” – Carlos Camardella, Consultor de Engenharia de Telecom da Claro – (Sala 16)

 

Terça-feira, 27/08, às 14h00 – Painel: “Leilão da frequência 3.5 GHz e o futuro da distribuição por satélite” – Paulo Bertram, Consultor de Engenharia de Satélite da Embratel – (Sala 11)

 

Quinta-feira, 29/08, às 09h20 – Painel: “O futuro da TV, do OTT e do streaming via satélite na era da Nuvem, da IA e do 5G” – Antônio Paolino Ianelli, Gerente de Engenharia da Embratel – (Sala 11)