Dassault Systèmes anuncia resultados financeiros do segundo trimestre

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A Dassault Systèmes (Euronext Paris: #13065, DSY.PA), empresa 3DEXPERIENCE, líder mundial de software design 3D, Mock Up Digital 3D e soluções Product Lifecycle Management (PLM), anuncia os resultados para o segundo trimestre e o primeiro semestre, encerrados em 30 de junho de 2014. Esses resultados foram revistos pelo Conselho de Administração da empresa, em 23 de julho de 2014.

 Resumo dos Destaques (não auditado)

  • Em base orgânica, o faturamento não-IFRS do segundo trimestre com novas licenças e software aumentou 7% em moeda constante;
  • O faturamento do segundo trimestre com o software CATIA aumentou 11% em moeda constante, liderado por vendas nos segmentos de Transportes & Mobilidade e High-Tech;
  • A estimativa de crescimento orgânico da margem operacional não-IFRS no segundo trimestre é de 260 pontos base em melhorias da eficiência global;
  • A aquisição da Accelrys foi concluída e foi divulgada a nova marca BIOVIA, para Pesquisa & Desenvolvimento em Ciências da Vida e Ciências de Materiais;
  • Anúncio da proposta de aquisição da QUINTIQ para o planejamento & otimização de operações;
  • A perspectiva para o ano de 2014 foi reafirmada e o objetivo de EPS foi ajustado para uma divisão de ações (stock split) de duas por uma.
    •  Resumo financeiro do segundo trimestre e do primeiro semestre de 2014

      (não auditado)

      Em milhões de euros exceto para os dados por ação

      IFRS

      Não IFRS

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

      Faturamento total 2º tri

      556,8

      7%

      10%

      570,1

      9%

      15%

      Margem operacional 2º tri

      17,9%

      28,5%

      Lucro por ação 2º tri

      0,52

      (19%)

      0,85

      2%

      Em milhões de euros exceto para os dados por ação

      IFRS

      Não IFRS

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

      Faturamento total 2014

      1.059,0

      5%

      9%

      1.072,9

      6%

      12%

      Margem operacional 2014

      17,0%

      28,1%

      Lucro por ação 2014

      0,94

      (23%)

      1,58

      (2%)

      *Em moedas constantes

      “Em múltiplas perspectivas, o progresso do trimestre passado é visível e passa pela necessidade crescente de investimentos dos clientes em Transportes & Mobilidade e Alta Tecnologia, entre outros, e um forte desempenho das marcas CATIA e SIMULIA, que apresentaram crescimento de dois dígitos do faturamento com software em moeda constante, para o trabalho de fortalecer nossos canais de venda e intensificar oportunidades de vendas promissoras, aumentando nossos diálogos estratégicos com os clientes e novos clientes em potencial”, comenta Bernard Charlès, Presidente e Chief Executive Officer da Dassault Systèmes.

      “Durante o segundo trimestre, fortalecemos e expandimos nossas marcas e reforçamos nossa estratégia com duas aquisições-chave. Anunciamos a proposta de aquisição da QUINTIQ, trazendo logística e gestão da cadeia de suprimentos para nossa marca DELMIA e fortalecendo as capacidades de otimização de operações comerciais da nossa plataforma 3DEXPERIENCE. Expandimos, ainda mais, a cobertura oferecida pelo SIMULIA com a adição da SIMPACK, líder tecnológica em simulação multi-body. Além disso, criamos uma nova marca, a BIOVIA, no domínio das Ciências da Vida e de Materiais, em que podemos oferecer aos clientes um vasto portfólio de aplicações e uma plataforma colaborativa, capacitando-os a gerenciar suas inovações científicas, graças aos nossos investimentos na Accelrys e em biointeligência. Finalmente, as atividades de novos clientes no trimestre demonstram que a disponibilidade da nossa plataforma 3DEXPERIENCE e software na Nuvem nos permite chegar a clientes que não teríamos conquistado de outra forma”.

      Resumo financeiro do segundo trimestre de 2014  (não auditado)

      Em milhões de euros exceto para os dados por ação

      IFRS

      Não IFRS

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

      Faturamento total 2º tri

      556,8

      7%

      10%

      570,1

      9%

      15%

      Faturamento com software   2º tri

      495,6

      4%

      7%

      508,0

      7%

      13%

      Faturamento com serviços e outros 2º tri

      61,2

      29%

      33%

      62,1

      31%

      34%

      Margem operacional 2º tri

      17,9%

      28,5%

      Lucro por ação 2º tri

      0,52

      (19%)

      0,85

      2%

       

                  Em milhões de euros

      IFRS

      Não IFRS

      Q2 2014

      Q2 2013

      Câmbio em cc*

      Q2 2014

      Q2 2013

      Câmbio em cc*

      Américas

      156,9

      145,4

      14%

      162,9

      145,3

      18%

      Europa

      259,2

      231,1

      13%

      264,2

      231,1

      15%

      Ásia

      140,7

      145,5

      0%

      143,0

      145,5

      11%

      *Em moedas constantes

      Conforme base IFRS, o faturamento total aumentou 10%, com alta de 7% em software, sendo que o faturamento com serviços e outros cresceu 33%. O faturamento total não-IFRS aumentou 15%, com crescimento de 13% no faturamento com software e 34% no faturamento com serviços e outros. Excluindo-se as aquisições e desinvestimentos, o faturamento total não-IFRS aumentou 5% e o faturamento com software aumentou 7%. (Todas as taxas de crescimento em moedas constantes).

      Em base regional, o faturamento não-IFRS na Europa aumentou 15%, liderado pela Alemanha, Suécia e Reino Unido. O faturamento não-IFRS nas Américas aumentou 18%, com desempenho melhor na América do Norte. Na Ásia, houve um crescimento do faturamento de 11%, com um mix apresentando forte crescimento na Coreia do Sul e na Índia.

      O faturamento com novas licenças aumentou 12% (IFRS) e 13% (não-IFRS) liderado por um forte crescimento na Europa, com aumento de dois dígitos conforme reportado e em base orgânica. O faturamento recorrente com software aumentou 5% (IFRS) e 12% (não-IFRS) com crescimento em manutenção e aluguel.

      Por marca e em base não-IFRS, CATIA aumentou 11% impulsionada por Transportes & Mobilidade e Alta Tecnologia. A ENOVIA cresceu 5%. SOLIDWORKS aumentou 8% com aumento de 5% em novos assentos licenciados para 14.090. O crescimento de outros softwares foi de 27% refletindo a adição das aquisições e um crescimento de software de dois dígitos para SIMULIA.

      O lucro operacional IFRS de €99,6 milhões apresentou uma redução de 16,9%, ao passo que o lucro operacional não-IFRS aumentou 3,5% para €162,2 milhões. O câmbio (moeda) teve um impacto líquido negativo sobre o lucro operacional de, aproximadamente, 10 pontos percentuais. A margem operacional não-IFRS foi de 28,5%.

      O lucro líquido IFRS por ação diluída diminuiu 18,8% ao passo que o lucro líquido não-IFRS por ação diluída aumentou 2,4% para €0,85 por ação. Excluindo-se o impacto de 8 cents dos efeitos cambiais negativos, o EPS não-IFRS aumentou 13%.

      Resumo financeiro para o primeiro semestre de 2014

      (não auditado)

      Em milhões de euros exceto para os dados por ação

      IFRS

      Não IFRS

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

       

      Câmbio

      Câmbio em cc*

      Faturamento total anual 2014

      1.059,0

      5%

      9%

      1.072,9

      6%

      12%

      Faturamento anual com software 2014

      945,2

      3%

      7%

      958,1

      4%

      9%

      Faturamento anual com serviços e outros 2014

      113,8

      32%

      36%

      114,8

      33%

      37%

      Margem operacional anual 2014

      17,0%

      28,1%

      Lucro por ação 2014

      0,94

      (23%)

      1,58

      (2%)

      *Em moedas constantes

                  Em milhões de euros

      IFRS

      Não IFRS

      2014 YTD

      2013 YTD

      Câmbio em cc*

      2014 YTD

      2013 YTD

      Câmbio em cc*

      Américas

      295,3

      278,8

      11%

      301,3

      279,8

      13%

      Europa

      490,7

      446,5

      11%

      496,3

      447,1

      12%

      Ásia

      273,0

      282,0

      6%

      275,3

      283,8

      10%

      *Em moedas constantes

       O faturamento total IFRS aumentou 9%. O faturamento total não-IFRS aumentou 12%, o faturamento com software aumentou 9% e o faturamento com serviços e outros aumentou 37%. A margem bruta não-IFRS com serviços cresceu de 5,2% para 17,3%, beneficiando-se do alto perfil da margem com serviços de criação de conteúdo digita, assim como das melhorias operacionais em andamento. Excluindo-se aquisições e desinvestimentos, o faturamento total não-IFRS e o faturamento com software aumentaram 4% e 5%, respectivamente. Em base regional, o faturamento não-IFRS na Europa aumentou 12%, liderado pelo Reino Unido e pela Alemanha; o faturamento nas Américas aumentou 13%, com uma dinâmica de negócios melhor; e na Ásia, o faturamento aumentou 10%, liderado pela Coreia do Sul e bem apoiado pelo Japão e a China.

      O crescimento não-IFRS de 9% do faturamento com software foi impulsionado pelo faturamento com novas licenças, que aumentou 11% com forte crescimento na Europa assim como pelas aquisições e pelo faturamento recorrente com software que aumentou 5% (IFRS) e 9% (não-IFRS) com crescimento em manutenção e aluguel           Por marca, o faturamento não-IFRS com software aumentou 6% para CATIA. A ENOVIA aumentou 8% e SOLIDWORKS aumentou 6% com os novos assentos licenciados totalizando 27.049. Outros softwares aumentaram 20%, refletindo a adição da Accelrys, Apriso e RTT e crescimento de software de dois dígitos para SIMULIA em todas as três regiões.

      A margem operacional não-IFRS diminuiu para 28,1% de 29,5%, e excluindo os efeitos cambiais permaneceu, essencialmente, estável, pois a Empresa manteve o foco em impulsionar o crescimento orgânico da margem operacional. O lucro líquido não-IFRS por ação refletiu o impacto combinado do câmbio e uma taxa tributária efetiva mais alta. Especificamente, o lucro líquido diluído por ação diminuiu 23% (IFRS) e 2% (não-IFRS). O câmbio teve um impacto negativo estimado de 12 pontos percentuais sobre o crescimento não-IFRS do EPS.

      Fluxo de Caixa e outros destaques financeiros

      O fluxo de caixa operacional foi de €172,3 milhões e €354,6 milhões para os períodos de três e seis meses encerrados em 30 de junho de 2014, comparado com €168,3 milhões e €353,3 milhões para os períodos respectivos de 2013. Na primeira metade de2014, aEmpresa usou o caixa para aquisições de €657,3 milhões, líquidos de caixa adquirido (net of cash acquired); recompra de ações no valor de €130,0 milhões, dividendos em dinheiro de €32,3 milhões e gastos de capital de €14,1 milhões. A Empresa recebeu caixa pelas opções de compra de ações exercidas de €34,6 milhões. Em 30 de junho de2014, aposição financeira líquida era de €1,00 bilhão, comparada com €1,44 bilhão em 31 de dezembro de 2013. Caixa, equivalentes de caixa e investimentos de curto prazo totalizaram €1,35 bilhão, e a dívida de longo prazo era de €350,0 milhões, comparados com €1,80 bilhão e €360,0 milhões, respectivamente, em 31 de dezembro de 2013.

      Dividendo em dinheiro e divisão de ações aprovados na reunião anual dos acionistas

      Na Reunião anual de Acionistas, realizada em 26 de maio de 2014, os acionistas aprovaram aumento de 4% no dividendo anual por ação equivalente a €0,83 por ação para o ano fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2013, e a opção de receber o pagamento do dividendo na forma de novas ações da Dassault Systèmes ou em dinheiro. Um total de 68% das ações da Dassault Systèmes optou por receber o dividendo na forma de novas ações.

                  O pagamento do dividendo foi concluído em 25 de junho de 2014 com emissão de 802.310 novas ações ordinárias e pagamento em dinheiro no valor agregado de €32,3 milhões. Além disso, os acionistas também aprovaram uma divisão de duas por uma, que foi efetivada a partir de 17 de julho de 2014, com um número total de ações após a divisão de 255.723.498.

      Resumo dos destaques de negócios recentes, tecnologia e clientes

      Em 13 de junho de 2014, juntamente com seu Capital Markets Day, a Dassault Systèmes anunciou seu próximo plano plurianual de crescimento com o início de uma meta de EPS IFRS para 2019 de cerca de €7,00 ou €3,50 em base ajustada pela divisão, comentando que essa meta representa um CAGR de cerca de 15% e está “top-line-driven” com múltiplos impulsionadores de crescimento. A meta de EPS incorpora as taxas cambiais atuais do dólar americano, do iene japonês e outras moedas importantes.

      Em 21 de maio de2014, aDassault Systèmes lançou uma nova marca, a BIOVIA para inovação científica na Era da Experiência. A nova marca é uma combinação das atividades de Empresa em biointeligência, tecnologias colaborativas 3DEXPERIENCE, e aplicações líderes de ciências da vida e dos materiais da recente aquisição da Accelrys.

      Durante a primeira metade de2014, aempresa lançou 11 novas Industry Solution Experiences, incluindo: Design de Fachada para Fabricação (nuvem), Idealização & Design de Conceito para Dispositivos Médicos (nuvem), Idealização & Design de Conceito para High-Tech (nuvem), Idealização & Design de Conceito para Automotivas (nuvem), Engenharia de Planta Segura, Solução para Escritórios de Engenharia de Turbinas Eólicas (nuvem), Solução para Escritórios de Engenharia de Equipamentos Industriais (nuvem), Solução para Fornecedores Aeroespaciais (nuvem), Solução para Serviços de Engenharia Automotiva (nuvem), Solução de Entrada para Serviços de Engenharia (nuvem), e Smart & Synchronized (Inteligente & Sincronizado).

      Aquisições

      Em press release emitido em separado, a Dassault Systèmes anunciou que entrou em um acordo definitivo para a aquisição da QUINTIQ, provedora líder de cadeia de suprimentos na nuvem ou local e software para o Planejamento & Otimização de Operações. A QUINTIQ, cujas ofertas incluem aplicações para o planejamento de produção, logística e força de trabalho, é cotada como líder de mercado pelos principais analistas da indústria e suas soluções são usadas, atualmente, por 250 clientes, em 1.000 sites, em mais de 90 países. As soluções da QUINTIQ são usadas para planejar e programar as mais complexas cadeias de suprimentos de produção, em empresas, como Novelis, ASML, Lafarge, AkzoNobel, e  ArcelorMittal. Elas também planejam e otimizam algumas das operações de logística mais complexas, incluindo DHL, Walmart, DB Schenker e TNT. A QUINTIQ está capacitando um planejamento completo de operações no Aeroporto de Bruxelas, KLM, Canadian National e na Federal Aviation Administration. A QUINTIQ é diferenciada por liderar a tecnologia de otimização – abordagem de plataforma que abrange uma estratégia de longo prazo para o planejamento operacional diário -, e capacidades que vão além da cadeia de suprimentos e englobam o planejamento e otimização completa das operações. A aquisição proposta deverá ser concluída no Outono de 2014, por um valor em dinheiro de, aproximadamente, €250 milhões.

      Em 11 de julho de2014, aDassault Systèmes anunciou a aquisição da SIMPACK, líder em tecnologias e soluções de simulação multi-body. Com a aquisição da SIMPACK, sediada perto de Munique, na Alemanha, a Dassault Systèmes está expandindo seu portfólio de tecnologia realista multifísica SIMULIA para incluir sistemas multi-body mecatrônicos, desde a validação do conceito virtual até a experiência em tempo real. A SIMPACK tem mais de 130 clientes nos setores de energia, automotivo e ferroviário, incluindo Alstom, Bombardier, BMW, Daimler, Honda, Jaguar Land Rover, MAN, e Vestas.

      Em 29 de abril de2014, aDassault Systèmes concluiu a aquisição da Accelrys. Pelos termos do acordo assinado em janeiro de2014, aEmpresa lançou e completou com sucesso uma oferta de compra para todas as ações em circulação da Accelrys, por um pagamento em dinheiro de, aproximadamente, €541,5 milhões.

      Anúncios de Clientes

      Em junho de 2014, a Empresa anunciou que o BNP Paribas Securities Services selecionou a plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes e sua experiência de solução industrial “Innovation Factory” para aprimorar a gestão de produtos e acelerar o desenvolvimento de produtos. Com a plataforma 3DEXPERIENCE, as equipes do BNP Paribas Securities Services terão acesso a uma solução dedicada de gestão do ciclo de vida de produtos centralizando as informações sobre o desenvolvimento de produtos desde o conceito até o lançamento.

      Em junho de 2014, a empresa anunciou que a Barilla está adotando a plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes baseada na arquitetura V6 para organizar a classificação/rotulagem de produtos mundialmente. A Barilla, líder global na produção de massas, selecionou a experiência de solução industrial “Perfect Package” da empresa para melhorar a criação da rotulagem de pacotes em toda a organização mundial. Com as capacidades de ilustrações e rotulagem do “Perfect Package, a Barilla agilizou o design e a aprovação de rótulos, reduziu o tempo gasto com as ilustrações e melhorou a conformidade regulatória”.

      Em abril de2014, aDassault Systèmes anunciou que a divisão Offshore & Engineering da Hyundai Heavy Industries (HHI) escolheu implementar a plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault Systèmes e suas experiências de solução industrial para os setores marítimo e offshore.

      Panorama dos negócios

      Thibault de Tersant, vice-presidente executivo sênior e CFO, comentou, “De modo geral, foi um segundo trimestre sólido que ilustrou nossos múltiplos impulsionadores de crescimento em operação e reconfirmou que nossa meta para entregar um crescimento orgânico de dois dígitos no faturamento com novas licenças para o ano inteiro está de acordo com nossas expectativas.”

      “Estamos bem alinhados com nossos objetivos para o segundo trimestre de maneira uniforme (em todas as categorias). E, muito importante destacar, que com nosso progresso feito até hoje estamos bem adiantados com relação à nossa meta para o ano inteiro, de 150 pontos base, na expansão orgânica de nossa margem operacional não-IFRS. Nosso foco em melhorar a eficiência de nossas operações globais por meio de melhorias no processo está impulsionando significativamente as melhorias da margem operacional e ajudando a mitigar/aliviar a diluição das aquisições.

      “Voltando ao nosso panorama, reafirmamos nossos objetivos financeiros de 2014, atualizando-os para a inclusão da recente aquisição da SIMPACK, com respeito aos ganhos por ação, refletindo a divisão de duas por uma feita em julho.”

      Os objetivos financeiros da Empresa para o terceiro trimestre e para o ano de 2014, incluindo a recém-concluída aquisição da SIMPACK, são:

      • O objetivo para faturamento total não-IFRS de 2014 está na faixa de €560-570 milhões, aproximadamente, com base nas hipóteses das taxas cambiais assumidas abaixo, representando uma variação de cerca de 16% a 18% excluindo-se os efeitos cambiais; margem operacional não-IFRS na faixa de 28-29%; e EPS não-IFRS na faixa de €0,83-0,88, ou €0,41 a €0,44 em base ajustada pela divisão;
      • Objetivo de crescimento do faturamento não-IFRS para 2014 na faixa de 14% a 15% em moedas constantes (€2,29 a €2,30 bilhões com base nas taxas de câmbio de 2014 assumidas abaixo);
      • Margem operacional não-IFRS para 2014 na faixa de 29,5-30%, refletindo um aumento antes dos efeitos cambiais na margem operacional orgânica comparado a 2013 de cerca de 150 pontos base;
      • EPS não-IFRS para 2014 de cerca de €3,50 ou €1,75 em base ajustada pela divisão, essencialmente estável se comparada a 2013; excluindo o impacto cambial líquido negativo estimado, o objetivo para o EPS não-IFRS representa um crescimento estimado de 8% comparado a 2013.
        • Os objetivos baseiam-se em hipóteses de taxa cambial de US$1,35 por €1,00 e JPY140 por €1,00 para o terceiro trimestre de 2014 e US$1,36 por €1,00 e JPY140 por €1,00 para o ano fiscal.

          Os objetivos da Empresa são preparados e informados apenas em base não-IFRS e estão sujeitos à declaração de advertência descrita abaixo:

          Os objetivos não-IFRS para 2014 estabelecidos acima não levam em conta os seguintes elementos contábeis e são estimados com base nas taxas cambiais de 2014 descritas acima: baixas de receita diferida estimadas em, aproximadamente, €52 milhões, despesa de compensação baseada em ações incluindo despesas sociais relativas estimadas em, aproximadamente, €41 milhões e amortização de intangíveis adquiridos estimada em, aproximadamente, €121 milhões. Os objetivos acima não incluem nenhum impacto de outras rendas ou despesas operacionais, líquidos compostos, principalmente, das despesas de aquisição, integração e reestruturação. Finalmente, essas estimativas não incluem nenhuma opção de compra de ações ou concessões de ações, nem nenhuma nova aquisição ou reestruturação concluída após 24 de julho de 2014. Os objetivos financeiros não-IFRS da Empresa para 2014 incluem a SIMPACK, ao passo que os ajustes não-IFRS acima não levam em consideração o impacto dessa aquisição, cujos elementos contábeis serão incluídos no anúncio dos ganhos do terceiro trimestre de 2014.

          Agende uma reunião

          Veja como obter melhores resultados com uma agência parceira e especializada no que faz. Agende um café e visite nosso escritório

          (11) 2138-8900