CISA alerta sobre riscos do consumo de álcool por crianças e adolescentes

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Em vigor no Estado de São Paulo desde 19 de novembro de 2011, a chamada “Lei Antiálcool” (Lei nº 14.592/2011) – que regulamenta o trabalho de fiscalização e controle para que seja cumprida a proibição de se vender, oferecer, fornecer, entregar ou permitir o consumo de bebidas alcoólicas por crianças e adolescentes – tem apresentado bons resultados. De acordo com balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, quase 100% (99,7%) dos estabelecimentos comerciais vistoriados no Estado cumprem esta lei, sendo registradas 487,2 mil inspeções e aplicadas 1.540 multas.
Dados como estes demonstram que a sociedade brasileira vem se sensibilizando sobre as consequências do uso nocivo de bebidas alcoólicas, o que assegura maior proteção às crianças e adolescentes, que são mais vulneráveis aos efeitos do álcool.
Devido à proximidade dos períodos festivos e as férias, marcados por maior aceitação social do uso de álcool, o Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (CISA), organização não governamental que se destaca como uma das principais fontes no País, disponibiliza informações científicas de qualidade sobre as consequências do consumo de bebidas alcoólicas por menores de idade e alerta a população geral sobre a importância de prevenir o consumo precoce.
Dr. Arthur Guerra de Andrade, médico psiquiatra e presidente executivo do CISA, Dra. Camila Magalhães Silveira, médica psiquiatra e coordenadora do CISA, e demais pesquisadores da ONG estão à disposição para comentar sobre este e outros temas:
 Pesquisas recentes sobre o consumo de álcool;
 Efeitos e consequências do álcool para a saúde da criança e do adolescente;
 Consequências do consumo precoce de álcool;
 Comportamentos de risco;
 Sexo desprotegido;
 Envolvimento em acidentes de trânsito;
 Dicas de como os pais devem agir com os filhos;
 Fatores de risco e de proteção;
 Fortalecimento da Lei Seca;
 Projetos para orientar e conscientizar crianças e jovens.